30/11/2009

Para Mamãe



Mãezinha

Hoje faz 3 meses que estou aqui em Harvard.Te peço perdão por só depois de todo esse tempo ter tido coragem para te escrever.Engraçado como algo que eu tanto queria acabou se tornando um pesadelo pra mim.Mãe as pessoas me olham como se eu fosse uma estranha,ninguém quer sentar ao meu lado no intervalo,passo todos os fim de semana sozinha em casa,enquanto todos estão se divertindo com seus amigos.Fiz uma única amiga aqui,a Cindy ela é um amor, um encanto de menina,você ia adorar conhece-la uma simpatia.Muita coisa mudou desde que sai de casa,não tenho mais roupa lavada,comida na mesa,mesada então nem se fala,mas isso perto do que estou vivendo não me faz falta.Não tenho mãe mais os seus braços pra me acolher quando estou com medo,não tenho mais um irmão chato pra brigar,e muito menos um pai irritante pra me estressar,e cachorro?a dona aqui do albergue detesta,a casa não é limpa,a comida não é como a sua,ela grita comigo,não me ensina nada,a tal dependência de que tanto te falava não enche mais os meus olhos.São 4h da madrugada agora,acabei de chegar do restaurante,tentei te escrever mais cedo porém os pais da menina que eu tomo conta se atrasou, cheguei tarde no trabalho e meu patrão ainda descontou do meu salário,não sei se irei dormir agora,acordo as 6 da manhã pra ir pra faculdade e tenho um trabalho para acabar, tenho que entregar hoje cedo,mas preciso conversar contigo.O dinheiro mãe tá curto, o que ganho dá muito mal para pagar o aluguel,o que me sobre compro a comida,meu etinerário é meio complicado por isso o nosso contato tá cada vez menor,acordo as 6 da manhã, vou para faculdade,saio por volta das 3 horas da tarde,e vou cuidar da menina que tomo conta, de lá eu saio as 10 da noite a hora que os pais dela chegam,da casa dela vou direto pro restaurante e de lá só saio as 4 da manhã, quando o movimento tá ruim, se não vou direto pra faculdade. Amigos aqui mãe só a cindy, os outros querem tudo me ver pelas costas, ou eu sou a estrangeira piranha,ou sou a estrangeira gostosa uma das duas.Com tudo,você ia ter muito orgulho de mim,em três meses aprendi a cozinhar,a lavar roupa,passar e tenha certeza de que hoje eu saberia muito bem a dar valor ao seu dinheiro, vejo como é difícil trabalhar o mês inteiro e ganhar tão pouco.Só não entendo uma coisa,eu sei que toda briga que nós tínhamos eu falava que queria sair de casa,ser independente,ter meu dinheiro não precisar mais de você,sei que isso te magoava então por que deixou que eu viesse com apenas 18 anos,sem saber nada da vida.Não me arrependo de nada,tenho certeza que as coisas vão melhorar,e sei que aprendi muito com essa lição.Tudo que a senhora fez por mim foi perfeito muito obrigado por indiretamente ter me feito aprender nem que tenha sido da maneira mais difícil a como me virar sozinha.Hoje estou uma excelente dona de casa e tudo isso devo a você.Te peço perdão por todos esses anos ter sido tão egoísta e ter pensado só em mim,hoje tenho uma grande lição de vida.Sei que a senhora sofreu muito naquele dia no aeroporto,dar adeus a uma filha que criou com tanto carinho,e nem saber o dia que ele irá voltar deve doer muito,mas a senhora sabia que por mais que eu venha crescer sempre serei seu bebê,mas que já era hora de caminha com minhas próprias pernas.Obrigado por tudo,quando tiver um tempo na faculdade te escrevo de novo.Te amo muito

P.s:Não esqueça de mandar uma beijo pro meu pai e pro meu irmão, e mãe por favor diga a ele para aproveitar o máximo a nossa casa,por que a realidade aqui fora é muito dura,não é o que a televisão mostra e muito menos o que os amigos falam,só quem está aqui vivendo é que conhece,e o bem mais precioso que nós temos sempre será a nossa família.Manda beijos pros meus tios,meus amigos.Sinto muito falta de vocês

Juliana Moura

8 comentários:

Blanca disse...

Gostei bastante, achei bem criativa. Só tome cuidado com as vírgulas, ok? Bjsbjs!

K∂riиє* disse...

Hahahaha
Eu moro na Irlanda, a minha experiencia foi diferente da sua , afinal, ja' nao morava mas com a minha mae, mas tinha empregada 24 horas no Brasil, enfim, essa e' a parte legal do intercambio, cada um vive e aprende uma coisa diferente.
Boa sorte, que os ventos mudem pra voce.


Beijos meus...

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

hahahaha ficar longe de casa é tenso demais

Principalmente quando você deve pagar sua primeira conta de luz... você nunca mais acende a luz do quarto do mesmo jeito =P


visita ae qq hora:
http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/


Beej

Cão Pelado disse...

Queria ter uma experiência dessa, deve ser bom ficar um tempo num país diferente com mtas pra pessoas conhecer...

Passa lá e comenta tb:
http://caopelado.blogspot.com/

fernanda farias ! disse...

Snif, acho que estou chorando.
Foi tocante e ao mesmo tempo encantador ! Você se expressou muito bem. Continue assim !

Thais Preifz disse...

Adorei o blog tem banner para eu colocar no meu blog tb
http://down-supergratis.blogspot.com/


comunidade
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92013522

estou seguindo me segui tb :)
bjss

Clara disse...

O 'mundo real' pode ser cruel. Essas histórias de gente que se dá mal me dão muita tristeza, pois eu to me sentindo 'na portinha' pra sair do ninho... Tenho medo, mas acho que correr atrás dos sonhos é algo válido. Experiências somam crescimento como ser humanos.

Kah disse...

NOSSA que história tensa, vc n pensa em voltar a morar com sua mãe ? e ter seus velhos amigos não ?

bjs :*

Postar um comentário

Obrigado por está expondo sua opinião comentando neste post. Com toda certeza seu comentário e sua opinião, fazem toda a diferença para que esse blog possa crescer e ficar cada diaa melhor . Beijos

Juliana M.